domingo, 14 de dezembro de 2008

Carta ao Príncipe Encantado - Parte II

Príncipe querido:

Apesar dessa minha pose, eu confesso: ainda acho que você existe. É, eu sei, já sou grandinha e devia saber que essa coisa de encantos e "felizes-pra-sempre" é balela. Mas quer saber? Eu ainda trago comigo aquela ingenuidade bonita de que é feita uma menina romântica. Fazer o quê? Não consigo evitar, eu aguardo ansiosamente a sua chegada (triunfal, por favor) de alma, coração, membros superiores e - quizá - inferiores, bem abertos. E você continua aí, com esses passinhos de tartaruga, ou nesse estado de coma, ou perdido em algum canto. Benzadeus. E eu, continuo bem aqui. Assim, só por garantia, que é pra você saber onde me encontrar.

Oquêeeei
, não posso dizer que eu fui a garota mais comportada da paróquia enquanto te esperava. Eu bem que me diverti, querido. Conheci um bando de gente bacana, dancei até meus pés incharem, gargalhei até minha barriga doer. Mesmo sem você, eu vivi in-ten-sa-men-te, amor. E muito bem, obrigada. Como meu príncipe, você não pode ser ciumento. Então, vai saber lidar com o fato de que, durante essa espera, eu acabei me consolando com outros. Isso mesmo. Quer saber? Eu até casei com outro! Tudo bem, não deu certo. Mas foi cheio de momentos lindos, dignos dos contos de fadas de onde você vem.

E meu bem, se eu fosse você, prestava atenção: tem uns carinhas que andam por aí querendo se passar por você, acredita? Olha, e até que os disfarces são bem convincentes, até pra uma garota crescidinha como eu. Alguns se escondem atrás de olhares instigantes, sorrisos furtivos, papos interessantes e humor inteligente. Quanta ousadia. Outros apresentam-se com umas doses de charme irresistível, umas habilidades musicais, uns beijos apimentados e uma pegada de tirar o fôlego... Rá! Quem esses impostores pensam que são? Devia ter uma lei contra isso, não acha?

Vou te confessar uma coisa, cá entre nós dois, porque temos que ser sinceros desde o início: já houve quem me fizesse acreditar - por breves momentos, ou nem tão breves assim - que finalmente você tinha saído do seu estado de catatonia, encontrado seu caminho e chegado, pra gente poder viver feliz pra sempre, de uma vez. Mas não adianta, Príncipe: um dia, eles acabam se entregando, de alguma maneira. E olha que eu sou bem tolerante, geralmente eu simpatizo com os sapos, sabe? Honestamente, prefiro os sapos que admitem tal condição desde o início. Porque sapos legítimos são um charme, mas são poucos os que não tentam me enganar, disfarçando-se de você. E esse joguinho de disfarce me torra a paciência e me faz ainda esperar que você venha. Sinceramente, eu desejo que seja verdade.

Caso realmente seja, tem umas coisas que você deveria saber de antemão. Olha só, tô querendo facilitar as coisas pra você. Eu não sou um amor? O mais importante é: "crush me, baby", como diria Dave Matthews. Isso aí. Pra me ganhar, você tem que me arrebatar. Não me importo com as armas que você vai usar, desde que sejam legítimas e honestas. Você precisa me deixar flutuando, me tirar o chão e me fazer pensar por quê diabos você demorou tanto. Não importa muito seu rosto, seu corpo ou seu jeito. Mas é nisso que eu quero pensar todas as noites antes de dormir, e todas as manhãs quando eu acordar. Fique à vontade pra trazer todos os seus defeitos (e, por favor, tenha defeitos), porque provavelmente eu encontre algum encanto neles e eles te deixem ainda mais apaixonante. Seja suave, querido, porque eu adoro delicadezas. Sabe aqueles pequenos detalhes? Mas veja bem: você tem que saber a hora de não ser tão delicado, se é que você me entende. Porque eu gosto mesmo é de toque, química, instinto, desejo! Você precisa me entender: talvez eu não seja tão fácil de lidar. Eu preciso de espaço, sabe? Preciso que você entenda meus momentos. Porque certamente eu os terei: os de querer ficar sozinha, os de sair pra beber com os amigos... Aliás, sim, você terá que lidar com o fato de eu ter amigOs, assim mesmo, no masculino. E eu tenho muitos, os melhores. Mas não se preocupe, eles vão gostar de você. Por favor, tenha vida própria. Tenha seus momentos também, saia com os seus, vá jogar futebol, ou sinuca, ou xadrez, ou bolita, whatever. Mas divirta-se, liberte-se e volte pra mim feliz da vida, sempre que quiser voltar. Tem mais: eu sou um pouco sincera demais, sabe? Você tem que estar preparado pra ouvir as verdades, sejam elas boas ou ruins. É eu não tenho filtro, querido. Portanto, não se assuste se eu não souber fazer os joguinhos de conquista que as pessoas fazem. E eu espero, do fundo do coração, que você também seja assim, simples e honesto. E por falar em simplicidade, você precisa saber apreciá-la, porque comigo, bonitão, tudo é simples. Eu gosto de gente simples, de comida simples, de programa simples. Detesto complicação e, ironicamente, talvez essa seja a parte complicada. É, eu sou um poço de contradições. Você segura essa, ou vai desistir? Se você ficar, eu faço valer a pena. Sacou?

Espero que você traga coisas bacanas pra minha vida. Por favor, traga frio na barriga e suspiros com você. Me traga respostas, e me faça perdê-las de novo, porque a vida é mesmo feita disso. Me instigue, me deixe curiosa, me faça rir, me ensine, me faça enxergar coisas das quais eu nunca tinha me dado conta. Seja cúmplice, amigo, perceiro, amante. Porque é isso que eu vou ser pra você, baby. Tenho um montão de amor guardado aqui. O resto, querido... a gente vê quando você chegar.

Enquanto você não me encontra, não se preocupe comigo, não. Take your time, não se apresse. Eu serei toda sua quando você chegar. Maaaas, apesar de te querer muito... ainda tem muito sapo pra beijar por aí!

13 comentários:

Paula disse...

essas cartas estão muito boas!!
Até resolvi escrever uma também!


HEY!! Onde anda a nossa audiência? Ninguém comenta mais?

=(

Julia disse...

Tu é mto mais paciente que eu... é uma "take your time" e a outra "nao demoooora!"
ahuahuahauhaua
Amo as diferenças!

E, sim, reforço a pergunta: aonde está a nossa audiência???

Carolzinha disse...

eu tô aqui! PRESENTE!
mas to quietinha...
me mato de rir com os textos de vcs
e me identifico horrores!
e como não?? que menina/mulher não sonha com o tal príncipe encantado?
espero que o meu seja o que eu penso ser só mais um desses sapos fajutos, querendo se passar por príncipe!
espero estar redondamente enganada quanto ao sapinho! vira príncipe logo, tchê!

Ju disse...

calma q daqui a pouco a galera ressurge! eu tb tava quieta pq to pensando no q falar muahauha
E, sim, sapo mascarado é o que há de pior!

Rafa disse...

Os textos tão ótimos, gurias!

Eu não comentei pq to viajando e tb pq escrevi um texto só pela metade sobre meu drama com minha suposta princesa encantada. Eu só ouvi opiniões masculinas a respeito, mas eu tenho uma idéia do que pode estar acontecendo... Vou ter que me aconselhar com a Lulu “apimentada”, fiquei com vergonha de postar... É um caso muito complexo e traumático. ¬¬

Julia disse...

Posta, pra gte ver, Rafa!!!

Anitz disse...

posso deixar minha cartinha resumida aqui?
"Querido Príncipe:

desculpe, mas é melhor você mudar seu caminho porque se passar por mim não vou perceber, e se me abordar eu não vou te reconhecer

beijos"

Ju disse...

Mto boa, anitz! hehehe

Anitz disse...

:D
detalhe que eu perguntei se podia deixar a carta aqui e nem ao menos esperei uma resposta pra colocar ela!
iuhauiaha

Lulu disse...

Rafa, querido (e demais leitores)
Já estou a postos para dar a minha humilde opinião sobre esses e outros assuntos mais apimentaaadoos.
Também gostaria de dizer que meu primeiro post já está a caminho e, em breve, será postado aqui.

Um beijo a todos e obrigada às Lulus pela acolhida carinhosa.

paulinha disse...

Vivam os sapos!!!
(de verdade, não os mascarados, claro!)
Beijooooooo.

Anitz disse...

Lulu, tu é do mesmo signo que eu!!
aguardo anciosamente tuas histórias!
:D

beijos!

Rafa disse...

Julia

hmm, eu tenho que pensar melhor, como eu disse fiquei com vergonha de postar. Depois que eu reescrever quem sabe... hehe

Lulu

Gracias por se colocar à disposição. Espero te consultar em breve, vou reorganizar aqui minhas dúvidas existenciais...

Também estou na expectativa pelos seus posts!