segunda-feira, 3 de maio de 2010

pergunta para a mulherada:

Vocês costumam acreditar na intuição?

Costumam acreditar na primeira sensação que tem referente a uma situação qualquer?

10 comentários:

ditavonclaire disse...

eu não. não confio nem na primeira, nem na segunda e nem na terceira...mas deveria. bem sei.
é que eu sou assim. tolinha, mesmo.

Paula disse...

Bah, Dita, comigo é o contrário. A minha primeira reação é confiar totalmente nas minhas sensações.
E às vezes me sinto tolinha por isso.
Mas apesar de eu ser a favor de racionalizar as coisas, quando eu analiso vejo que a maioria das mensagens do meu 6º sentido foram certeiras.
E agora, josé?
A saída tem um pé no bom senso e o outro na calma. hahah

Anônimo disse...

Tem vezes que meu sexto sentido grita, urra pra mim, e sigo o racional...e me arrependo por tê-lo ignorado, "poutz, bem que eu achava que..."
Mas de qq forma, prefiro a prudência.
Bjos
Mari

Paula disse...

A gente pode chamar sexto sentido de trauma?

Paula disse...

na verdade, pode-se dizer que ele é resultado de traumas?

Helena disse...

Esse assunto eu acho muito interessante. Uma vez eu li em um livro que falava sobre como evitar situações de risco: se você acha que alguma coisa está errada, é porque está mesmo, confie na sua intuição...

Thiago Floriano disse...

Não entendi como um sexto sentido pode ser chamado de trauma ou ter começado por um. Adoraria entender isso melhor...

Julia disse...

Thiago, pelo o que entendi, a Paula quis dizer algo assim: já passei por tal coisa e essa situação em que estou agora parece se encaminhar pro mesmo rumo = sexto sentido. Na verdade, é simples. Espero que tenha entendido!

Paula disse...

É isso que a Julia disse, Thiago. No caso, o sexto sentido é uma "sensação" que tu tem de que alguma coisa vai dar certo ou errado, ou que algo vai mal mas tu, conscientemente, não sabe bem o porquê.
O meu questionamento foi o seguinte: o sexto sentido, essa intuição, é desenvolvida através de traumas? acho que em parte, sim.
O que vocês acham?

Vivi's disse...

- Eu não vou muito pela minha intuição, mas me arrependo de coisas, poderia não ter passado se tivesse acreditado em mim, no que estava sentido(intuição), mas é que na hora da medo mesmo, afinal é algo que não faz sentido pra ti, só depois que pode fazer algum.
É complicado!