quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Intimidades

Aí estávamos numa convesar de bar; eu, e mais algumas lulus, inclusive...Até que uma delas (não vou citar o nome, se ela quiser dizer que é ela, ela se pronuncia e...enfim!), naqueles papos "saidêra" em que a cerveja acabou, e todo mundo fica picando os guardanapos e colocando na vela que tem no centro da mesa pra ver queimando, se pronuncia:

-Eu sou totalmente a favor do romantismo. Eu quero que meu namorado (ou marido, munchebo, sei lá), ao acordar, me veja linda e perfumada, com hálito de hortelã. Nem que pra isso seja necessário dormir em quartos separados.

Bom, eu sei que não foi e-x-a-t-a-m-e-n-t-e isso, mas acho que a ideia é por aí...
Aí eu lembrei que uma atriz globa,l que eu não vou lembrar agora o nome, construiu um apartamento com duas suítes, pra ela e pro marido, porque ela não quer ficar "desarrumada" na frente dele...

Quer saber? Eu também concordo em partes...
Tudo bem que são casados há anos e tal, mas não precisa soltar qualquer tipo de gases na frente do outro, né?
Não precisa deixar o banheiro virado em um campo de guerra...
Não custa passar um perfuminho, escovar os dentes logo de manhã e colocar aquela calça de moleton da dimato's do tipo "informal mas com estilo"...

Acreditem, não é "engraçadinho" ver o(a) outro(a) fazendo essas coisas...

Claro que somos todos humanos e tal, mas, bom senso é o que há, não é?

8 comentários:

Thiarles disse...

Ai eu concordo que não dá pra deixar o outro te ver desarrumada, eu não gosto nem um pouco da idéia!!
imaginem só: eu com este bkack power todo amassado acordando e do meu lado um boff mara??!!
Não, não mesmo... já acordo entes e começo a dar uns tapinhas no meu cabelo é claro... :)
bjooos

Paula disse...

É! Concordo!
Tem coisas que não precisam ser "demonstradas".
E, tipo, banheiro é uma coisa em que eu sou meio implicante. Mas eu me seguro bastante nas cobranças, pra não ser chata.
A história dos quartos separados eu acho boa... mas tem que ter grana pra fazer duas suítes, né? Não que eu não goste de dormir junto. Pelo contrário. Mas acho legal cada um ter o seu espaço e a opção de poder dormir sozinho quando quiser.
Agora: eu não costumo levantar mais cedo que o Cadu só pra lavar meu rosto, escovar os dentes, etc, e voltar princesinha pra cama. Sorry. E não espero que ele faça o mesmo por mim.

Ju disse...

Eu também não faço grandes esforços pra estar semrpe arrumada...aliás o coitadinho tá de hóspede lá em casa e passou a semana tendo q me ver desfilar de pijama...rss
Mas claaaro que sempre que possível andar arrumadinha dá OUTRO charme né?!

Paula disse...

Bom senso.

CADU disse...

Bah, eu sou o mais fresco de todos nesse lance. Banheiro é um de cada vez, e se possível com um belo intervalo de tempo entre a entrada de um e outro. Namoro não combina com escatologias. Gases, nem pensar. Aliás, eu gosto de pensar que mulheres não fazem essas coisas, e não venham me dizer que fazem que não sei e que bibibóbó. Pra mim não fazem e deu. Eu sou daquele que prefere uma ignorância feliz, do que uma verdade que entristece. A Paula é deveras asseada!! E ela partilha desse espírito "fresco".

Julia disse...

Bom,confirmando a teoria do Cadu - que diz q sou tendência - quem se pronunciou sobre isso na mesa do bar fui eu. É, fui eu, sim. prontofalei. Não que seja exatamente a ideia de que temos q estar sempre lindas e talz. Mas tenho a ideia de ter quartos e banheiros separados pra viver junto e em harmonia com alguém. Se não der pra ser o quarto, q seja pelo menos o banheiro. Enfim, uma moça pode sonhar.

Compartilho com a opinião da Paula, aí em cima. E a do Cadu tb. Homem tem q pensar q não fazemos nada escatológico, mesmo. É isso aí.

Deni! disse...

Bom, eu gosto das coisas mais naturais, digamos assim... Óoooobvio que necessidades fisiológicas são extreeemamente particulares, vamcombiná!

Mas gosto de dormir de concha e acordar juntinho, aquele dengo de manhã (e as consequências desse dengo, né, filhos) é a melhor parte da intimidade! E eu nem me importo com um bafinho, não.

Claro, é sempre bom estar bonitinha, cheirosinha, gostosinha, maciazinha... mas ah! Prefiro aquelas horas em que a gente pode esquecer de tudo e agir naturalmente... hehehe

Paula disse...

adorei todos os comentários!