segunda-feira, 23 de março de 2009

CAMPANHA

Hoje eu estava pensando o seguinte: tem um pessoal (que não sei se é muita ou pouca gente) que lê o Sonhos de Lulu, mas não comenta os posts. E eu não vejo nenhum problema nisso. Afinal, eu acompanho vários blogs, e são raras as vezes que deixo comentário.
Enfim.
Como somos curiosas, o propósito desse post é o seguinte: quem o lê, comenta. Pode ser comentário curtinho, longo, com poesia, sem poesia, criticando, elogiando ou sei lá. Pode ser só um oi.
Tímidos podem ficar no anonimato, como vocês já sabem!

Podemos fazer um jogo também. Tipo, o primeiro a comentar começa uma história e o próximo continua e assim vai.
É meio dã?
Ai, e daí? vamos todos morrer um dia mesmo.

19 comentários:

Paula disse...

primeiro comentário: meu.
Eu vou só deixar um oi.

Julia disse...

tá... to comentando tb... do trabalho... escondida! hahahaha

Ju disse...

olá amores!

Helena disse...

bem, eu costumo ler alguns blogs tipo nonsenseabanda.blogspot.com e esse aqui, mas nesse eu prefiro nao comentar hehe.

CADU disse...

Eu vou começar a história do jogo proposto, aqui vai:

"Milton era um homem rijo, forte, mas sensível, e Stephanie o esperava com seu vestido vermelho -sangue, da cor de seus lábios. Ambos eram teimosos demais para admitir que estavam apaixonados. Já passara das 22h - Onde estaria Milton - concatenou Stephanie, logo após acender o último cigarro de sua carteira outrora repleta - ele nunca se atrasa - encerrou seu raciocínio logo após seus dedos finos e trêmulos fecharem seu Zippo de mil dólares."

Agora alguém continua

Paula disse...

...assim que fechou seu valioso zippo, stephanie melancolicamente foi guardá-lo dentro de sua bolsa Channel. Porém, no mesmo instante, pela rua escura, uma moto passou em alta velocidade, zunindo ferozmente! Um barulho tão ensurdecedor a ponto de stephanie desconcentrar-se e deixar cair o belo insqueiro entre as grades de um bueiro. Oh não! Mais essa agora, ela pensa.
Nesse momento ela ouve uma voz grave, que vem do outro lado da rua.

Julia disse...

"... era Milton, que acabara de estacionar seu Porshe do outro lado da rua. Era bom ele ter uma ótima explicação para o atraso - não que ela fosse perguntar e, assim, demonstrar sua insegurança. Afinal, ela jamais admitiria a paixão antes que ele o fizesse."

Rafa disse...

"...Stephanie se recompõe com o chamado de Milton, mas não consegue disfarçar suas mãos trêmulas de frustração, raiva e agora de euforia também. Afinal de contas ele estava lá, seu coração disparava... ela então atravessa a rua, tentando manter a pose no auge do seu salto Gucci impecável. Ela mesma abre a porta e entra. Beijam-se friamente...

Stephanie: Recém desci, você não está um pouquinho atrasado também? Estou nervosa, pois perdi meu isqueiro preferido. Caiu no bueiro.

Milton: Tive problemas na empresa. Quanto ao isqueiro, te compro outro. Você está linda...

Stephanie: Pra você tudo é comprável, descartável... ele tinha um valor sentimental, sabe o que é isso? – alfineta, sem se explicar.

Milton sacode a cabeça, e acelera o Porsche visivelmente contrariado, rumo ao destino incerto. O clima era de muita tensão, e ambos precisavam desabafar."

CADU disse...

"-She love's you YEAH YEAH YEAH!
Cantavam estridentemente aqueles rapazes de Liverpool, saindo como ondas de impacto das potentes caixas sonoras do Porsche.
- Você se importa se eu fumar? - indaga Stephanie com aquela voz de quase veludo, mais para quebrar o clima tenso entre os dois do que propriamente pedindo permissão. Afinal o cigarro seria aceso qualquer que fosse a resposta.
- Você sabe que não. - replica maliciosamente Milton, mas não sem antes reparar nas lindas ondas louras que se debruçavam sobre os ombros nus de Stephanie.
- Humpf. Estaria admirada se você se importasse com algo que não fosse você mesmo. - Retribui a loura, fingindo prestar atenção na lua semi-coberta por nuvens que não sabiam se eram azuis ou negras.

Deni! disse...

Afim de aliviar o estresse causado por toda aquela situação, Milton estaciona em frente ao primeiro bar, e adentra o recinto decidido a esquecer o que passara. "Scotch duplo, por favor. Sem gelo."

Ao seu lado, no balcão, uma morena sensual o fitava com olhos misteriosos que lhe pareciam familiares. "De onde a conheço?" Pensava ele, ainda sem o ímpeto de levantar-se e ir até ela perguntar.
De repente, a moça levanta e caminha até ele, sorrateira, sem desviar o olhar. Quando ela se aproxima, ele pode sentir o cheiro de frutas doces que exalavam aqueles cabelos negros. Então, como um relâmpago, uma cena lhe vem à memória, viva, real:

Paula disse...

Milton caminhava por um corredor, onde as paredes eram revestidas de mármore. No final desse corredor, havia uma porta de mogno, robusta e imponente. Ao passar pela porta, se depara com uma linda morena, estonteante, sentada em frente a uma mesa elegante com um laptop macbook slim.
Era a secretária do seu psiquiatra.
Era ela! A morena do bar. Reconheceu! No escritório, porém, ela usava óculos de grau Prada, de gatinho, cor preta. E roupas mais discretas - nem por isso menos instigantes.
Nunca trocaram mais do que duas palavras, antes e depois das consultas com o Dr. Robert. Porém, Milton sempre sentira aquela tensão no ar.

Sua mente voltou repentinamente ao bar.
-Sr. Milton, que prazer encontrá-lo aqui...

Carol disse...

nao li a história de vocês. Eu leio os posts, comento (nao todos, é verdade) e, como se não bastasse, ainda escrevo aqui! ;)

tô com pressa gente,

beijo

Helena disse...

continuando...

Era óbvio que Stephanie estava se sentindo incomodada com a situação e, embora estivesse fazendo um esforço enorme para disfarçar seu ciúme, seus olhos não escondiam a raiva que estava sentindo. Milton percebeu e tratou logo de apresentá-la:
- esta é a Júlia, secretária do Dr. Robert.
“Que momento inoportuno” pensou Stephanie, enquanto mexia nervosamente em suas pulseiras de ouro.

Dita Von Claire disse...

fiquei zonza, como sempre, com o tal milton e sua muié.

CADU disse...

- Olá Srta... ou Sra
- Stephanie, somente Stephanie!
Era impossível não notar a sutileza do das palavras soltas por Júlia, ditas por entre sorrisos que não sabia-se ao certo quais suas reais intenções. O clima era tenso,não havia como negar, e Milton sabia que a situação poderia piorar.
- Um scotch duplo, sem gelo por favor. - diz Stephanie, perdendo de vez a paciência que diga-se de passagem, não era o seu forte.
- Acho que já estava de saída. Vou deixá-los a sós. Aproveitem e nos encontraremos novamente.
- Oh sim! Uma boa noite e cuide-se na rua. Este bairro é muito perigoso.
- Não seu preocupe, eu sei me cuidar. Já sou bem grandinha.
E saiu, quase flutuando por entre as mesas. Balançando suas madeixas negras, e seu vestido elegante, enfeitiçando todos que estavam ao seu redor.

Deh disse...

Oi Lulus,

Eu conheci este blog através de uma amiga, gostei e acabei me tornando uma leitora assídua. Eu sempre que posso venho dar uma lida, apenas não sou muito de comentar.

Beijos

Carolzinha disse...

eu sempre leio! só q as vezes nao comento...
coloquei aquele esqueminha do RSS q avisa quando vcs atualizam!
bjos lulus

Carolzinha disse...

eu sempre leio! só q as vezes nao comento...
coloquei aquele esqueminha do RSS q avisa quando vcs atualizam!
bjos lulus

Cristiane disse...

Gurias, existe um serviço do Google chamdo Google Trends que mede audiência dos sites. É digratis!